Quem somos...

Sakura Centro de Terapias Para poder realizar a sua Vida, na plenitude das suas capacidades, o Ser Humano tem o direito e o dever de se cuidar e de se preservar. Para tal, os cuidados preventivos, de tratamento e manutenção, com a Saúde, revestem-se de especial atenção. Sakura surge com o intuito de lhe oferecer um vasto leque de opções terapeuticas- bem estar, prevenção e tratamento

11 de março de 2008

Homeopatia.. semelhantes são curados por semelhantes..

Homeopatia é um método terapêutico baseado na administração de pequenas doses de remédios naturais que activam as defesas do próprio organismo de forma a obter a melhoria ou cura das doenças.
Estes remédios não provocam alergias, não causam efeitos secundários nem criam habituação.

Está baseada no princípio dos Similares, o que quer dizer que se pode curar uma doença com um produto que dado em doses ponderadas pode criar num indívíduo sadío sintomas semelhantes aos manifestados pelo doente.


Objectivos:

A prática homeopática não inclui a cirurgia nem o emprego de drogas químicas. A terapêutica homeopática baseia-se na recolha de informação dos sintomas (diagnóstico da doença), e com base nesses sintomas e no terreno do paciente (diagnóstico do terreno) selecciona o remédio com as características similares a esses sintomas (diagnóstico do remédio). Este estimulará a homeostase (a capacidade natural de todo ser humano para recuperar a saúde). O paciente eliminará a doença por si mesmo.


A grande diferença entre a Medicina Alopática (convencional) e a Homeopática

Tomemos como exemplo uma pessoa com uma infecção. A medicina Alopática (convencional) baseia-se no princípio de que o micróbio é o vilão e para tal prescreve antibióticos de forma a eliminá-lo.
Por outro lado a Homeopatia sustém que o estreptococo beta hemolítico está presente no ar que respiramos.
Se o João se infectou e outras 99 pessoas que respiram o mesmo ar não, isto significa que o João tem um terreno propenso ás infecções. Isto quer dizer que o João não está doente porque se infectou. João infectou-se porque o seu terreno está debilitado.
Daí que a Homeopatia se concentra a prescrever remédios de forma a que o paciente recupere o equilíbrio do seu terreno e consequentemente do seu sistema imunológico.


Alguma história:

O fundador da homeopatia é o médico alemão SAMUEL HAHNEMANN, nascido na Saxónia em 1755, morreu em Paris em 1843.
A sua principal obra intitula-se “L’Organon de l’art de guérir” (Organon da Arte de Curar) onde expõem toda a metodologia homeopática.
Foi fortemente influenciado por dois médicos, o doutor Antoine Stoerck, médico vienense que descobriu o princípio da similitude e foi o primeiro a estudar a acção das doses pequeníssimas e infinitesimais nos anos de 1760.
O outro, o doutor Cullen, de Glasgow, estabeleceu em 1789, um repertório com o propósito de classificar de forma racional a acção das diferentes plantas medicinais da época. A sua obra representa a primeira Matéria Médica que Hahnemann traduziu para o alemão em 1790. Esta tradução influenciou a sua forma de raciocínio.
Experimentou nele mesmo os efeitos de China (Quinino) surgindo assim a sua primeira patogenesia de um remédio. A partir daqui fez centenas de experiências ministrando substâncias em homens sãos e registando assim a sintomatologia (patogenesia) de cada uma dessas substâncias criando assim a Matéria Médica Homeopática.
Aperfeiçoou a sua técnica de preparação de remédios diluídos, nos quais processava uma agitação, a dinamização de forma a potencializar os seus efeitos.
Ele próprio dará o nome de “homeopatia” ao seu método terapêutico em 1808.
Em todos os seus trabalhos e pesquisas permaneceu fiel à sua visão global do homem, não separando o corpo do espírito que uniu na mesma noção de terreno.
È por isso que se individualizaram 3 “terrenos mórbidos” (diáteses) para explicar as patologias sucessivas que aparecem num indivíduo. Estas diáteses traduzem a sensibilização do organismo a um determinado agente mórbido.

A partir de agora já pode fazer a sua consulta / tratamento homeopático no Sakura.
Para mais informações p.f. contactem-nos

4 de março de 2008

Reabilitação funcional..o que é?



A reabilitação é um processo global e contínuo destinado a corrigir a incapacidade e a conservar, a desenvolver ou a restabelecer as aptidões e capacidades da pessoa para o exercício de uma actividade considerada normal.

Implica que a reabilitação seja um processo contínuo de respostas ao mesmo tempo sucessivas e simultâneas, de modo a respeitar o processo de evolução da pessoa e das suas necessidades.

O processo de reabilitação compreende medidas diversificadas e complementares nos domínios da prevenção, da reabilitação médico-funcional, da educação especial, da reabilitação psicossocial, do apoio sócio-familiar, da acessibilidade, das ajudas técnicas, da cultura, do desporto e da recreação e outros que visem favorecer a autonomia pessoal.

A reabilitação funcional é uma forma de intervenção programada que compreende o diagnóstico e um conjunto de tratamentos e de técnicas especializadas que tendem a reduzir as sequelas do acidente, da doença ou da deficiência, restabelecendo as funções físicas e mentais, valorizando as capacidades remanescentes e restituindo, tão completamente quanto possível, a aptidão de um indivíduo para o exercício da sua actividade.

No Sakura fornecemos terapia aplicada à ortopedia, reumatologia e neurologia, melhorando a sua funcionalidade o mais rápido possível e consequentemente a qualidade de vida dos pacientes e seus familiares.