Quem somos...

Sakura Centro de Terapias Para poder realizar a sua Vida, na plenitude das suas capacidades, o Ser Humano tem o direito e o dever de se cuidar e de se preservar. Para tal, os cuidados preventivos, de tratamento e manutenção, com a Saúde, revestem-se de especial atenção. Sakura surge com o intuito de lhe oferecer um vasto leque de opções terapeuticas- bem estar, prevenção e tratamento

28 de setembro de 2010

Sakura em Penafiel

Sakura Centro de Terapias - Penafiel



Para poder realizar a sua Vida, na plenitude das suas capacidades, o Ser Humano tem o direito e o dever de se cuidar e de se preservar. Para tal, os cuidados preventivos, de tratamento e manutenção, com a Saúde, revestem-se de especial atenção. Sakura surge com o intuito de lhe oferecer um vasto leque de opções terapeuticas- bem estar, prevenção e tratamento


Massagem Ayurvédica - Massagem Indiana Tradicional , vertente relaxamento e prevenção. Reequilibra os sistemas do corpo e ajuda a diminuir o stress e o cansaço. Uma massagem de corpo completo , realizada no chão.Aliando movimentos vigorosos e profundos em toda a massa muscular,a manobras de tracção e alongamentos, estimulação de pontos e órgãos vitais

. Medicina Ayurveda-Praticada na India nos últimos cinco mil anos, a MedicinaAyurvédica(que significa " ciência da vida ") é um sistema compreensivo da medicina que combina terapias naturais com uma análise altamente personalizada do tratamento da doença.
A Medicina 
Ayurvédica põe ênfase de igual forma no corpo, na mente, e no espírito e esforça-se por restabelecer a harmonia natural do individuo.


.Tai Chi / Chi Kung- "Ginástica energética" para a saúde e longevidade. Fundamenta-se sobre os principios da Medicina Tradicional Chinesa


Shiatsu - "pressão com os dedos".Técnica que combina a massagem com a pressão nos pontos de acupunctura chineses. Este método de massagem visa a recuperação e manutenção da saúde através do alinhamento energético do corpo

· Shantala - Conjugação de técnicas Orientais/Ocidentais numa massagem para bebés/ crianças-a partir de 1 mês de idade

Desportiva - Massagem corporal que aplica técnicas vocacionadas para o incremento da performance de desportistas, melhorando o seu tonús muscular.

. Medicina Tradicional Chinesa-conjunto de práticas médicas, como a Acupunctura,Fitoterapia, Moxibustão, Massagem Tui Na, Auriculoterapia, Dietoterapia, Reflexologia

. Origami - ori (dobrar) kami (papel), arte japonesa de dobrar o papel. Óptimo exercício para a criatividade, para a concentração, para a mente como para as mãos, porque utiliza a harmonia dos hemisférios cerebrais de maneira agradável e leve.

. Risoterapia- Nas sessões de Risoterapia utilizam-se técnicas que ajudam a libertar tensões do corpo e assim poder chegar ao relaxamento total:expressão corporal, os jogos, a dança, os exercícios de respiração, as massagens, as técnicas vocais e a invocação de maneira natural e sã do riso.

Contactos: 917433609
sakura.centroterapias@gmail.com

27 de setembro de 2010

Shantala- Workshop Massagem Bébés e Crianças

Quando: Sábado, 23 de Outubro 2010

Workshop :15h às 18h

Duração: 3 horas teórico-práticas para os pais + 1 hora a combinar posteriormente com os pais e a criança

Onde:SAKURA, Centro de Terapias 
Rua Stº António , 1448 -Marecos - Penafiel

DestinatáriosPais de crianças a partir do 1º mês de idade, profissionais saúde e ensino

Inclui:
CD música 
Manual de apoio 
Certificado
Preço:60€

Inscrições:sakura.centroterapias@gmail.com
91 7433609 

Benefícios Da Massagem:
- elimina tensões e bloqueios, provocados pelo parto/gatinhar/andar
- previne e dissolve cólicas intestinais
- facilita o sono tranquilo e profundo
- relaxa o sistema neurológico, diminuindo a ansiedade
- desenvolve a coordenação psicomotora
- promove a auto-estima e segurança
- fortalece o sistema imunitário
- reforça a relação de afecto com o bebé

«Sim! Os bebés têm necessidade de leite.
Mas muito mais de serem amados e receberem carinho»
Frédérick Lebo

Somos pelos Animais!


De 1 a 7 de Outubro de 2010 acontece a 3ª Semana Vegetariana.
Restaurantes, lojas, associações, centros de terapias, escolas e outras entidades de todo o país promovem actividades como, por exemplo, palestras, workshops de cozinha, almoços, degustações, descontos e promoções diversas de produtos e serviços.

Esta iniciativa pretende elucidar um grande número de pessoas, divulgando o vegetarianismo enquanto estilo de vida saudável, ético e ecológico.






O Sakura pela 2ª vez irá participar nesta iniciativa.

Participem!

  • 5 de Outubro: Somos pelos animais!

    • 9h30-12h30:
      - Massagens para adultos e crianças - Donativo 10€ - valor reverte a favor do Projecto PAL (Pelos Amigos Leais).
      - Reiki –Donativo: Ração para cães e gatos - Reverte a favor do Cantinho das 4 Patas-Serra Agrela.
    • 15h-17h30:
      - Palestra “Reiki para Animais”, por Sónia Gomes – Ass. Portuguesa Reiki.
      - Apresentação do Projecto um Lar para os Animais.
      - Degustação de alimentação vegetariana, venda de livros e artesanato. Valor reverte a favor de Ass. Cantinho das 4 Patas e Projecto PAL


    Contactos:
    Sakura Centro Terapias
    R.Stº António, 1448 - Marecos
    4561-221 Penafiel
    Telefone: 917433609
    http://www.sakuracentrodeterapias.pt

    Consultas Medicina Ayurveda

    Próximas Consultas Medicina Ayurveda - Dr.Latheef


    Tipos de doenças tratadas através da Medicina Tradicional Indiana:

    - Articulações, artrites, artroses, reumatismo
    - Obesidade e controlo de peso
    - Stress, depressão, ansiedade
    - Problemas de pele
    - Doenças degenerativas
    - Terapias desintoxicantes.

    Dia 13 Outubro 


    Local: Sakura -V.N.Gaia e Penafiel

    Marcações: 917433609- sakura.centroterapias@gmail.com

    13 de setembro de 2010

    25 Setembro - Dia Aberto Penafiel


    10h  Aula Tai Chi
     Sendo uma antiga arte marcial, o Tai Chi desenvolveu-se como um sofisticado sistema de exercícios e desenvolvimento pessoal 
    O movimento constante e fluido estimula os sistemas circulatório e respiratório, conferindo flexibilidade ao corpo.
    A sua prática regula as funções cerebrais e dos
    orgãos do corpo mediante a concentração, aumenta as capacidades de concentração e memória, regula o sistema nervoso central e restantes sistemas orgânicos, circulatórios, metabólicos e digestivos bem como no tratamento de problemas de stress, insónia, depressões...
    11h30 Aula Yoga
     A verdadeira prática do Yoga não concentra somente em posturas físicas para melhorar o corpo, mas lida com todos os aspectos da nossa vida e do nosso Ser. .
    O seu objectivo é assistir o praticante a usar a respiração e o corpo para ajudá-lo a viver em paz, harmonia e com boa saúde

    15h Palestra “Medicina Indiana Ayurveda” com Dr.Latheef
    Praticada na India nos últimos cinco mil anos, a Medicina Ayurvédica (que significa " ciência da vida ") é um sistema compreensivo da medicina que combina terapias naturais com uma análise altamente personalizada do tratamento da doença.
    A Medicina
    Ayurvédica põe  ênfase de igual forma no corpo, na mente, e no espírito e esforça-se por restabelecer a harmonia natural do  individuo.

    Local: Sakura Centro Terapias- R.Stº António,1448- Marecos – Penafiel (perto Bracalandia)
    Entrada Gratuita sujeita a inscrição: sakura.centroterapias@gmail.com
    917433609


    Medicina Tradicional Indiana - Ayurveda


    Praticada na India nos últimos cinco mil anos, a Medicina Ayurvédica (que significa " ciência da vida ") é um sistema compreensivo da medicina que combina terapias naturais com uma análise altamente personalizada do tratamento da doença. 
    A Medicina Ayurvédica põe  ênfase de igual forma no corpo, na mente, e no espírito e esforça-se por restabelecer a harmonia natural do individuo, condição indispensável para a saúde global. 
    A chave da Medicina Ayurvédica está na "Constituição” de cada individuo (Prakryti), que uma vez identificada permite-nos estabelecer o perfil total da saúde desse individuo.



    Na Medicina Ayurvédica conjuga-se os diferentes níveis da medicina tibetana e indiana, projectando um estilo de vida baseado no principio da “Auto-Cura”, onde se destacam as mudanças no estilo de vida: alimentação correcta, exercícios físicos, relaxamento e comportamentos rotineiros, o uso de ervas e preparados medicinais específicos, as massagens, a acupunctura, a moxabustão, a meditação, a higiene individual, exercícios de respiração, lavagem corporal com óleos, tratamentos Panchakarma; que além de utilizar processos específicos executados pelo terapeuta, requer a participação do paciente, onde ele é levado a reflectir e a agir com base em princípios éticos.

    Após uma avaliação profunda da pessoa baseada no seu historial de vida e clínico, na sua constituição física e numa análise física cuidada (pulso, língua, urina, fezes e olhos) é determinado o tipo de tratamento a desenvolver.

    Tipos de doenças tratadas através da Medicina Tradicional Indiana:

    - Articulações, artrites, artroses, reumatismo;
    - Obesidade e controlo de peso;
    - Stress, depressão, ansiedade;
    - Problemas de pele;
    - Doenças degenerativas;
    - Terapias desintoxicantes.

    Dr. Latheef 
    Médico de Medicina Tradicional Indiana - Ayurveda

    Seis anos a estudar Medicina Ayurvédica e 14 anos de experiência prática como Médico (Vaidya).

    Após os seus estudo em Ayurveda, no ano de 1995, trabalhou com vaidyas tradicionais e médicos da medicina moderna durante um ano no 
    Keraleeya Samajam Ayurveda Hospital, Kerala. Trabalhou como pesquisador associado em Ayurveda durante três anos e actuou como médico ayurvédico chefe e gerente nos Deseeya Ayurvedic Centers, em Kerala, durante 5 anos. Trabalhou como consultor clínico externo para a Academia Australiana de Ayurveda do 2001.

    Chegou em Portugal em 2004 associado ao primeiro centro Ayurvédico em Portugal, Ayurcentre. Realização de consultas, aconselhamento sobre estilo de vida e alimentação conduzindo 
    Keraleeya e Panchakarma Therapies. Realiza seminários e palestras de medicina ayurvédica, proporcionando formação em medicina alternativa e complementar para terapeutas, divulgando a ciência ayurvédica.

    Diz,com orgulho,ser o único médico Indiano em Portugal que fala Português e já estou perfeitamente adaptado aos usos e costumes da população”. Facto que considera imprescindível para a qualidade das suas consultas, uma vez que tem que aconselhar os seus pacientes a adaptar hábitos de vida saudáveis e a terem uma alimentação equilibrada e ajustada. Assim, se estivesse completamente fora de uma rotina possível em Portugal, “nunca se conseguiria ter êxito nos tratamentos, porque muito simplesmente as pessoas não iriam acatar os conselhos prescritos”.
    Defende que a Medicina Tradicional Indiana não substitui a medicina convencional, mas funciona como um complemento. “Muitas vezes, os médicos encaminham os pacientes para as minhas terapias e, outras vezes, eu próprio faço esse encaminhamento, quando detecto que existe uma patologia que deve ser analisada pela medicina convencional. Nesses casos, aconselho o paciente a procurar um especialista em determinada área


    Preços
     CONSULTA- 60,00 Euros
    Observações
    O Drº dá consultas e tratamentos 1 vez por mês, no Sakura em Vila Nova Gaia e em Penafiel

    Marcações
    sakura.centroterapias@gmail.com - 917433609

    MUDAR.. Mesmo quando não acreditamos na mudança


    _Mudar mesmo quando não acreditamos na mudança_
    :: Bel Cesar ::
    Todos nós sabemos o quanto é difícil mudar de atitude, mesmo que isso implique em seguir um caminho melhor.
    O cérebro percorre automática e velozmente os caminhos neuronais já formados há muito tempo. Por isso, fazer o que nos é habitual é tão fácil. Mas quando se trata de formar um novo caminho neuronal, uma nova sinapse, é preciso tempo e esforço para seu aprendizado. É como quando aprendemos a dirigir. Primeiro, temos que prestar atenção em todos os detalhes, depois dirigimos sem ter de pensar no que estamos fazendo.
    Assim também ocorre com as atitudes mentais, quando pensar e reagir de um determinado modo torna-se familiar e nossa reação é automática. Por exemplo, o hábito de sentir-se alvo de ataques externos. Por termos vivido muitas vezes agressões em relação à nossa pessoa, conhecemos o papel do "bode expiatório". No entanto, nem sempre estamos sendo atacados, mas facilmente nos sentimos alvo das agressões alheias... Identificar quando isto está de fato ocorrendo e nosso hábito de nos sentir atacados é a primeira tarefa do autoconhecimento. A segunda se trata de aprender a sair cada vez mais rápido do campo de batalha! Seja ele real ou imaginário...
    Pema Chödrön comenta numa palestra sobre Felicidade (veja True Happiness emwww.amazon.com) sobre três estados que nos encontramos diante das mudanças.
    O primeiro é quando já compreendemos que uma atitude mental nos faz mal, então, saímos dela automaticamente. O segundo, quando já sabemos que nos faz mal, mas estamos parcialmente convictos de que somos capazes de mudar e, a terceira, quando sabemos que nos faz mal, mas acreditamos ser impossível mudar.
    No primeiro estado, deixar de agir de um modo negativo já não exige mais esforço, pois se tornou uma escolha. Como desistimos de nos torturar, de nos sentirmos frustrados diante de certa atitude mental, toda vez que ela vem à tona naturalmente a identificamos e buscamos saídas efetivas para deixá-la.
    Por exemplo, o ressentimento. Toda vez que percebemos que estamos ressentidos, lembramos de escolher deixar essa postura de nos sentirmos prejudicados. Esta lembrança é a sabedoria intuitiva que nos diz: "Procure uma saída, dê um salto, caia fora".
    No segundo estado, apesar de estarmos convictos de que determinada atitude mental é negativa, nos sentimos propensos a permanecer nela. Seja porque ainda temos a esperança de tirar algum proveito desta postura ou porque nos sentimos tão familiarizados com ela, isto é, ela faz tão parte de nós, que duvidamos se somos capazes de mudar.
    Facilmente nos encontramos presos neste estado, pressionados pela expectativa de sermos quem idealizamos ser e a realidade na qual nos encontramos.
    Podemos já ter entendido que cultivar a atitude de que deveríamos ou poderíamos fazer isso e aquilo nada adianta, se não a colocarmos em prática. Viver em constante estado condicional nos leva a nos distanciar de nós mesmos! Afinal, quando estamos sob a custódia de idealizações exigentes, deixamos de nos sentir reais para nós mesmos!
    Mas, apesar de já saber que de nada ajuda nos culparmos, nos colocarmos para baixo, ainda não temos a capacidade de mudar.
    Neste segundo estado mental, a saída encontra-se em buscar o caminho do meio: nem nos exigir demais, nem nos denegrir. Assim, este estado de meia confiança pode tornar-se um possível ponto de partida. Nele, começamos a desenvolver a autocompaixão. Deste modo, tornamo-nos mais flexíveis e empáticos em relação a nós mesmos e aos outros. Lenta, mas, suavemente, o caminho obstruído começa a se abrir.
    Pema Chödrön ressalta que neste momento é importante lembrar que não importa se nos consideramos merecedores ou não da mudança, porque a escolha de mudar não é uma questão moral baseada no julgamento de ser ou não merecedor de felicidade, mas sim da escolha de melhorar e progredir, isto é, de dar o salto.
    Por fim, temos o terceiro estado: quando entendemos que a mudança é necessária e poderia nos trazer algo positivo, mas, simplesmente, não acreditamos sermos capazes de mudar.
    Ficamos presos neste estado enquanto ainda acreditamos que esta atitude vai nos trazer algum benefício, mesmo que passageiro. Há algo que nos conforta diante da idéia de não termos que nos esforçar para mudar. Desta forma, enquanto não nos sentirmos angustiados, iremos permanecer tal como estamos. No entanto, inevitavelmente, uma hora ou outra, seremos tocados pela dor de tal atitude mental negativa. Então, cada vez que nos sentirmos novamente desesperados, estaremos mais descrentes que podemos encontrar uma saída. É um círculo vicioso: sofremos, nos acomodamos com o sofrimento e sofremos novamente, mais e mais...
    Por isso, não vale a pena cultivar este terceiro estado. Uma maneira de passar deste estado sem saída, para o segundo -o da meia confiança- é reconhecer os momentos, mesmo que fugazes, de bem-estar.
    O antídoto é a autocompaixão: despertar o desejo de se resgatar do próprio sofrimento. Assim, gradualmente nos tornamos receptivos para receber ajuda, seja alheia ou de nós mesmos, isto é, quando reconhecemos que temos recursos internos que não estávamos usando.
    Mesmo sendo difícil mudar um padrão negativo, não nos resta outra escolha se não quisermos continuar sofrendo!
    Não estamos condenados a sofrer para sempre. Aliás, a única virtude da negatividade é que ela também é impermanente!
    _____________________________
    Bel Cesar é psicóloga e pratica a psicoterapia sob a perspectiva do Budismo Tibetano.Trabalha com a técnica de EMDR, um método de Dessensibilização e Reprocessamento através de Movimentos Oculares. Autora dos livros Viagem Interior ao Tibete, Morrer não se improvisa, O livro das Emoções e Mania de sofrer pela editora Gaia.